terça-feira, 18 de maio de 2010

culto


é o fantasmático que busco; minha total ausência e a sua; o ultramundo, sair do comando do Destino; nós dois liquefeitos em corpos, ilimitados e irreais; sem qualquer metafísica, livres do pensamento, potencializando nossos olhos de muito ver - perante a intensidade do encontro; nós dois, vivendo o desejo como culto, sorvendo a multiforme água do mundo; abençoados por Dionísio, seremos outros: enfim nus, absolutos.



Imagem: www.flickr.com

5 comentários:

M. disse...

O que dizer? Perfeito. Bjs

Gerana Damulakis disse...

Mesma pergunta: o que dizer? Perfeito, mais que perfeito.

Bípede Falante disse...

Que beleza!

Maria Muadiê disse...

muito bonito, sensual.

Nilson disse...

É isso!