segunda-feira, 5 de setembro de 2011

in natura


Adoro o cheiro de suor dele, o chamado suor vencido, que vem de suas axilas sem desodorante. Gosto de seus pés sujos de andar pelo mato, seus pés grossos e calosos, endurecidos como seixos graúdos. Me apego demais a seu hálito fresco de dentes não escovados, sua mania de comer com a boca aberta dando a ver a decomposição da carne. Desde que o conheci, perdi a mania de assepsia e grandeza. Eu que já não tinha qualquer ambição, depois que o conheci entreguei ao mundo meus bens, e que são quase nada: duas dezenas de livros, três vinténs de melancolia, e uma espécie de felicidade sem teto.


Imagem: "in natura": www.google.com.br

8 comentários:

Lidi disse...

Que lindo, Aero. Bjs

LÍVIA NATÁLIA disse...

Socorro! Que coisa linda!!! Me lembrou um Olímpico absolutamente dignificado, reconduzido.Saudade!

Edu O. disse...

Lindo!!! "felicidade sem teto"

Bípede Falante disse...

Que beleza esse gostar feito do que é feito a natureza!
beijoss

Anikulapo disse...

Sentimento é algo incompreensível. Na canção da Legião "Lobisomem Juvenil" diz ele: sou um animal sentimental me apego facilmente. E isso é tão tocante e verdadeiro, e a vida é tão lírica e poética, mas ninguém se da conta, com algumas ainda resistindo pura, como tu; que ver beleza nas coisas e gosta da expressão de reciprocidade. Tu és fantástica Aero querida, se no mundo houvessem mas seres viventes e pensantes como tu, acredito que no minimo seria menos doloroso. Tu és musa inspiradora cara amiga, tuas ideias são sempre boas e novas, e tua prosa poética, poesia é tudo de mais belo e doce. Os deuses todos saúdam a sua existência. Abraços amiga...

Naiana P. Freitas disse...

Estilisticamente sensível ao extremo..
"...Eu que já não tinha qualquer ambição, depois que o conheci entreguei ao mundo meus bens, e que são quase nada: duas dezenas de livros, três vinténs de melancolia, e uma espécie de felicidade sem teto."

:D

Anônimo disse...

Chega do cheiro da natura e cia.
Valorizemos a essência humana.

Daniela Delias disse...

Lindo, lindo...