sábado, 7 de fevereiro de 2009

Em todas as noites


É noite alta. Vou fechar a janela para dormir. Ao fazer isso, lembro-me daquele conto de João Alphonsus, de nome "Eis a noite!". Nele a protagonista Madalena abre a janela à noite, lembrando-se do homem com quem sonha, constantemente, lhe dizendo: "Eis a noite! Vamos dormir". E enlaçando-a e repetindo, como se repete um poema: "Eis a noite! Nesta cidade infinita, quem saberá?"
Com essas frases, aos quais considero as mais lindas e líricas de nossa literatura, só me resta não fechar mais a janela, mas abri-la, deixá-la aberta, para sempre aberta, em todas as noites de minha vida.


Imagem: "Visão noturna", por André Sá.
(www.flickr.com)

13 comentários:

Thiago Assis disse...

em noites assim, fechar a janela deveria ser um crime.

Bernardo Guimarães disse...

isto! janelas abertas para sempre!

KimdaMagna disse...

uma janela é sempre uma divisória para algo. além disso o ar matinal rejusvenece os espírito...
então que seu corpo não feche a janela...

xaxuaxo

Maria Muadiê disse...

alta noite já se ia,
ninguém na estrada andava.
no caminho que ninguém caminha,
alta noite já se ia,
ninguém com os pés na água.
nenhuma pessoa sozinha
ia, nenhuma pessoa vinha.
nem a manhãzinha,
nem a madrugada,
alta noite já se ia,
ninguém na estrada andava.
no caminho que ninguém caminha,
alta noite já se ia,
ninguém com os pés na água.
nenhuma pessoa sozinha
ia, nenhuma pessoa vinha.
nem a estrela guia,
nem a estrela d’alva,
alta noite já se ia, ninguém na estrada andava.
no caminho que ninguém caminha,
alta noite já se ia,
ninguém com os pés na água.

Arnaldo Antunes

Luli Facciolla disse...

Eu sou fã das janelas abertas... Sempre!

Beijo

Renata Belmonte disse...

Janelas abertas. Mesmo que a estrela seja a dona da casa.
Bjs, amiga!

Nilson disse...

Também concordo. Escancarar as janelas!!!

Críticas Criticáveis disse...

Que saudade das noites de verao de janela aberta, de briza fresca, de lua cheia..saudade

Janaina Amado disse...

Janelas abertas, sim... quem saberá? Lindas mesmos as frases de João Alphonsus. Mais lindas ainda dialogando com Arnaldo Antunes (beleza, Martha!), palavras ao vento, palavras no tempo. Beijo.
PS - Vai fantasiada de quê, no convescote da Renata Belmonte?

Janaina Amado disse...

Janelas abertas, sim... quem saberá? Lindas mesmos as frases de João Alphonsus. Mais lindas ainda dialogando com Arnaldo Antunes (beleza, Martha!), palavras ao vento, palavras no tempo. Beijo.
PS - Vai fantasiada de quê, no convescote da Renata Belmonte?

Marcus Gusmão disse...

Minha cara,
saia um pouco desta janela, eu sei que está bom, e venha nos informar como você vai ao lançamento do livro de Renata, dia 16 de março? Todos concordam que este encontro vai acontecer e que você vai estar presente. A dúvida é só o disfarce. E aí?

M. disse...

Cadê você mulher? Saudades. Beijos. M.

aeronauta disse...

Oi, amigos, obrigada por tanto carinho. Voltei!