domingo, 14 de novembro de 2010

quando sonho com ele


Quando sonho com ele, sua presença invade meu dia. O perfume dele inunda a casa, aí tomamos café juntos, e conversamos animadamente ou ficamos em silêncio, ambos com a xícara no ar, alegres ou reticentes. No almoço ele passa os pratos para mim, nessa mesa que diariamente não tem pratos, nem bocas. Quando sonho com ele, portanto, almoçamos juntos, e dividimos talheres; uma vez meu garfo caiu no chão e ele me deu o dele: esta foi a maior intimidade que um sonho me concedeu. Depois vamos à sesta, nessa cama tão larga, abraçados - como duas crianças. Ai, ai, quando sonho com ele, acordo depois do almoço com muita, muita fome, e vamos juntos à cozinha preparar brigadeiro, e nos lambuzamos com os dedos, doces, mas tão doces que até festejamos essa bondade que é a vida. Essa bondade em forma de presença materializada, que é a presença que ele deixa em mim, na minha alma, quando sonho com ele.


Imagem: www.google.com.br

10 comentários:

Terráqueo disse...

Esses sonhos são trazem tantas sensações contraditórias. As vezes penso que seria melhor não sonhar...

Banho Veneno disse...

...sempre o universo do sonho animando o que está por baixo das camadas que nos deixam silenciosos, abrindo em nós uma vontade que é vida. Vida em sua matéria mais pura.

Nilson disse...

A vida é sonho!

Bípede Falante disse...

Aero, e como um café da manhã pode ser um momento íntimo!!! :)
Lindo texto!
bjs

Chorik disse...

Que seu sonho se realize, amiga. E outros sonhos venham. E fiquemos assim, vivendo para realizá-los, ainda que em sonho vivamos.

Bj

Gerana Damulakis disse...

E os sonhos são sonhos, complementando a citação de Calderón de La Barca começada por Nilson.

Moniz Fiappo disse...

Doces sonhos para voce sempre.

LÍVIA NATÁLIA disse...

Li este seu texto, não resisti e mandei para meus alunos. Estamos estudando "A Hora da Estrela", e quanto tem de Macabéa neste texto.

Uma Maca que sonha. Lindo!

gláucia lemos disse...

Eu nunca sonho com ele, ainda bem. Basta que me desarrume a vida enquanto estou acordada, ao menos dormindo me exorcizo da loucura de sua presença impossível.
Você sonha bonito e diz bonito do seu sonho. Que grande intimidade, um gesto simples tão significativo, quando o garfo caiu ao chão ele deu o dele, a disponibilidade para se desfalcar em favor do outro... Ele é o seu ele esécial, nem q seja em sonho, não sei. Que seja real!

aeronauta disse...

Queridos: obrigada por terem entrado no meu sonho.
Lívia: é mesmo, de fato, uma Maca sonhando...
Gláucia: bonito isso: não sonhar com ele dormindo, e assim: "me exorcizo da loucura de sua presença impossível." Obrigada pelos votos: "Que seja real"!!!