sábado, 2 de maio de 2009

a música eterna



Nessa tarde chuvosa de sábado, vejo, de uma distância de mais de mil anos, uma menina e um rapaz sentados na porta do clube interiorano: ele, feioso, tocava e cantava essa música. Quando terminou a cantoria, a menina pediu bis (ela sempre quis muito) e ele cantou novamente. Ao terminar de cantar, a menina pediu outro bis... E outro... E outro...

Eis a razão dessa música tocar para sempre dentro de mim.

5 comentários:

Bernardo Guimarães disse...

tambem gosto muito desta música; esta tem uma melodia de encantar serpente!

maria guimarães sampaio disse...

vixe, Bernardo... e eu que nunca ouvi a mújica! Tou rala, viu, Aero?

Mãe de Iara disse...

Meu deuusssss.. eu amo essa música !!
Ahh !! Obrigada pelo parabéns !!

bjs meus e de Iara

aeronauta disse...

Oi, Mãe de Iara, surpresa boa você aqui! Bjos.

inocencio disse...

Aeronauta,

Você não imagina o susto que me deu com essa história de rapaz feio que tocava violão. ..."Andei estradas do além..."