segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Tua imagem


Ah, a imagem do amor, tua imagem, no recanto da sala. Tem uma luz macia, mortiça, de candelabro do século dezoito, com poucas velas reunidas, numa claridade calma e amena.
A vontade é de dormir sob teus olhos, agasalhar-me sob as sombras que tua alma prenuncia, legítimas - como as sombras das árvores.



Imagem: "Comes love, nothing can be done", por Pri Martins.
(www.flickr.com)

7 comentários:

Bernardo Guimarães disse...

que imagem mais bonita!...

maria guimarães sampaio disse...

curtérrimo e lindérrimo

Gerana D disse...

Bela declaração. Poucas palavras, palavras densas.

Andréia M. G. disse...

Lindo e delicado. :-)

Luli Facciolla disse...

Amei! Tudinho!

Beijocas

Nílson disse...

Direto ao ponto: muito bom!

Kátia Borges disse...

Recebeu meu convite? Aparecerá?