quinta-feira, 23 de agosto de 2007

... para a lua, num foguete

Num dos posts de Renata Belmonte, há um elenco de medos. Muito corajosa, Renata, gritar ao mundo os seus medos. Hoje à tarde, olhando uns retratos meus de quando era criança, me lembrei desse post de Renata. Em todas as fotos tenho um ar assustado. De que tinha medo essa pequena Macabéa?
- "Tinha medo de soldado". Como a própria Macabéa, eu talvez pensasse: "será que ele vai me matar"? Brincadeiras à parte, essa pequena tinha medo de homem fardado, até de guarda da Sucam ela tinha medo.
- "Tinha medo de desgrudar da mãe". Mesmo apanhando, eu não queria me desgrudar dela. (Lembro de uma cena clássica: acordei de manhã e ela não estava. Saí pela rua, pela chuva, chorando e gritando seu nome, até cair numa poça d'água.)
- "Tinha medo de sua irmã". A menina era do outro mundo, me batia e não queria graça comigo. Era do time das fortes da escola, da rua, da galáxia.
- "Tinha medo de retratista". Aquele clique amarelo que saía do "aparelho"(eta palavra antiga) não era nada confiável.
- "Tinha medo de 'João da Jega'". Este morava numa loca e me disse, aos seis anos, que me levaria para a lua, num foguete.

6 comentários:

katherine funke disse...

meu elenco de medos infantis: de escuro, de bicho-papão, de pesadelo. enxergava fantasmas onde só havia objetos no meu quarto.

meu elenco de medos hoje: a sentar por uma noite com uma garrafa de vinho para desafiá-los.

mas o joão que queria te levar para a lua era assim de dar medo mesmo?

aeronauta disse...

Ah, Katherine, o tal João da Jega era horripilante: um dos doidos da cidade...

Carlos Barbosa disse...

ainda bem que vc não tem medo de escrever...e a gente ganha com isso. Abr. Carlos Barbosa

Personagem Principal disse...

Concordo com Carlos. Ainda bem...

Renata Belmonte disse...

Eu é que agora me sinto presenteada! Obrigada!
Grande beijo,
Renata

Luíza disse...

assim como eu disse a renata, te digo aqui..

nossos medos vão ao encontro..

bejo