terça-feira, 7 de outubro de 2008

Série espanto


Imperfeição, seu nome é Aeronauta. Olhem só no que deu o primeiro scanner que faço na vida: uma foto minha bebê com um pano de fundo rasteiro de uma imagem do Capão! Como não sei mexer mesmo nessas máquinas do mundo, vai assim como está. Faz de conta que é o pano de fundo que minha alma gostaria de ter, aos onze meses, sentada no chão, na porta da igreja. Dá pra ver pela minha cara que estou espantada, como em todos os outros retratos tirados na infância. Era o dia de meu batizado, estou toda azul. Minha cabeça semi-careca foi aproveitada com um laço de fita gigante. Idem azul. Meus braços gorduchos parecem saber alguma coisa do mundo, da força talvez. O sapato de filha de papai noel e o monte de babado do vestido me fazem bem olhar, pareço engraçada. As pintas não são minhas, são da revelação do retrato, isso também ajuda na possível graça. A cara redonda sempre foi explicada por mãe: nasci em madrugada de lua cheia. Signo escorpião. Ascendente libra. Veneno em doses equilibradas.

8 comentários:

maria guimarães sampaio disse...

Engraçado... eu vejo o zoião que você diz de espanto e penso como alguém disse por conta da outra foto, é o zoião aberto para o mundo!

Bernardo Guimarães disse...

desde pequena já parece mirar as nuvens...

Janaina Amado disse...

E essas botinhas, ein? Tem explicação?

Renata Belmonte disse...

Que fofa!
Bjs

Anne disse...

Sou câncer com ascendente em áries: ou água fervendo, ou água apagando fogo...Não tem meio termo...

Menina da Ilha disse...

Essa foto e a que você se vestiu de japonesa, fazem parte da minha vida inteirinha. Coloque a outra também. Bjos.

Marcus Gusmão disse...

Vestido azul, bico azul, fita azul... é a Aeronauta a fitar os Andes.

Críticas Criticáveis disse...

Isso alimenta mesmo a nossa fama d escorpiao venenosos eheheh