terça-feira, 1 de maio de 2012

heranças

Quem fabrica as culpas
e suas roupas profundas,
suntuosas, muitas
com brilhos estelares?

Artesão de extrema
convicção de suas linhas,
pega a agulha e tece pontos
em forma de cruz, numa senha

que muitos mortos não decifraram,
levando-os dia a dia a nos rondarem
suntuosos e feridos
com seus sonhos de cadáveres.


3 comentários:

Leonardo B. disse...

[mais que uma constante do mundo... o mais vulgar sopro que reinventa o medíocre, o tecelão "da culpa", nunca mea...]

um abraço,

Leonardo B.

Bípede Falante disse...

Quem fabrica as culpas raramente arca com elas.
Quem fabrica as culpas não as reconhece.
Eu conheço grandes fabricantes que distribuíram seus produtos sem dó e seguiram felizes da vida.
beijoss

Sandra disse...

O mais difícil é desfazer esses "pontos em forma de cruz"...um a um...tecidos nas linhas de nossa memória,ou ainda, e o que é melhor, nem ao menos deixar que essa "agulha" nos toque. Belo Ângela!