domingo, 16 de novembro de 2008

Encontro


Estava numa semana acadêmica e, numa cheia sala de professores, eis que aparece um amigo das letras. Ele é professor e poeta, tem um blogue, me conhece e conhece Aeronauta. Conhece as duas, sem saber que uma habita o corpo da outra. (Deixa sempre muitos comentários por aqui.) Começamos a conversar e eu falei que leio muito seu blogue. Senti um certo ar de descrença no seu rosto, pois que o nome que me deram nunca comentou lá, apenas Aeronauta. Conversamos, conversamos e, de repente, num susto, falei:
- Eu sou a Aeronauta.
Nunca saberei contar o que li nos olhos e no sorriso dele. Vi que ficou extremamente surpreso e que apenas repetia: Quer dizer que você é a Aeronauta? E eu: Sim. Esse "sim" saiu um pouco confuso: nesse momento nem eu mesma sabia se o que dizia era verdade.
O que apenas sei é que esse encontro me deixou algo inesquecível: a imagem do olhar dele diante de minha revelação. Nunca saberei descrever aquele olhar, apenas percebi que tinha um certo tom de luminosidade.


Imagem: "Encontro", fotografia de Fábio Pinheiro. Em: www.flickr.com

9 comentários:

Personagem Principal disse...

Ah, que inveja desse blogueiro! Tb quero conhecer a Aeronauta! Snif, snif...

maria guimarães sampaio disse...

Diferente de personagem principal, já meti em minha cabeça que Aeronauta é Aeronauta e se um dia eu conhecer a Pofessora, viu Professora? nem venha me dizer que é Aero porque direi algo do tipo: mentiroooosa! Aero só existe na net.

Nilson disse...

Vamos começa a frequentar semanas acadêmicas!

Bernardo Guimarães disse...

depois dos mistérios da entrega do meu livro, a professora é outra pessoa. posso até conhecer mas vontade mesmo, tenho de conhecer a aeronauta. mas não quero, deu pra entender? maria, explique aí pra mim...

aeronauta disse...

Meus queridos:

O momento contado no post acima foi algo bem inusitado. Quis apenas dar um susto no rapaz. Só que é a última vez que faço isso. Sou uma impostora. Aeronauta só existe aqui.

Janaina Amado disse...

Não, Aeronauta existe aí também. E, diferente de Maria, eu quero conhecer as duas, ora essa!

Maria Judith. disse...

Pois eu adoro mistérios, dos que se revelam e dos que não se revelam. O seu pertence à segunda categoria, senão perde a graça.

Chorik disse...

Essa é a beleza de estar aqui conosco e continuar estando em si, e se alguém entendeu o que eu quis dizer, me explique.
Ah! Aeronauta, se super-homem usava cueca por cima, sinta-se à vontade e mande ver. Se preferir, faça que nem Maria e vista-se de algum quitute!
Bj mestra

Anônimo disse...

Quem conhece, divisirá outros vultos, outras paisagens. Talvez lunares.