segunda-feira, 30 de junho de 2008

Infância

Eu já achei que era preguiça. Hoje sei que é mais do que isso. É o seguinte: não consigo lavar os pratos, não consigo cuidar logo dos meus afazeres. Vou juntando, juntando, juntando... até não dar mais. Aí saio louca para fazer tudo de vez. Todos os dias, pois, é uma luta atuar na vida. A minha vontade mesmo é de ficar com a cara para o ar, só sentindo, só lembrando, só imaginando... ou dormindo um sono largo, um sono com o som da chuva caindo no telhado...

3 comentários:

Personagem Principal disse...

Nossa, essa é tb a minha vontade, Nauta. Mais ainda, eu gostaria de ser paga pra isso.

Agora sabe que depois de juntar a louça do mundo todo na pia, eu até que me distraio? Acho terapêutico lavar louça, acho mesmo.

aeronauta disse...

Que bom, Personagem, você por aqui!
Puxa, sinto falta de seu blogue!
Abraços.

Personagem Principal disse...

Não precisa publicar esse, não.

Tô de volta, Nauta. Vá lá tomar um cafezinho comigo, qdo quiser. E vamos marcar logo o encontro das 3 mocinhas elegantes? heheheh. Beijão.