segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

"Vai indo"

Já está decidido: esse ano passarei o reveillon em casa. Sozinha. Claro que isso não significa um auto-martírio, uma auto-punição ou coisas do tipo. Já passei, na minha vida, duas passagens de ano sozinha, e não foi coisa do outro mundo. Nem tive pena de mim.
Como diz mãe, vai indo a gente enjoa dessas festas. Não, ela nunca disse isso, mas o "vai indo". Acho ótimo e aqui repito: vai indo a gente enjoa dessas festas. Lá na minha terra é assim: segue todo mundo, a cidade inteira, para a beira do rio. Meia-noite em ponto é um tal de beija-beija, abraça-abraça, feliz ano feliz ano novo, feliz ano novo, coisa realmente patética, que não comove ninguém. A vida virou uma repetição besta de coisas, e as tais festas ficaram todas estigmatizadas, repetidas e artificiais.
Óbvio que não vou deixar de fazer minhas simpatias na virada do ano, na calada da noite, sozinha em minha casa. Obviamente que ficarei tocada quando olhar o relógio e pressentir, imageticamente, um novo número acoplado ao dois mil. Irei lembrar de muitas coisas, inclusive de pai, que tinha o sonho de visualizar esse tal de Dois mil. Oh pai, de 1994 para 2009 são muitos anos, destruídos pela mística de um reveillon de 2000 que passei em Tucano junto a um trio elétrico horroroso. Depois disso, percebi que 2000 era apenas uma data que eu escrevi no papel, quando criança, para saber que idade teria quando o mundo acabasse.

7 comentários:

Nilson disse...

É isso. Vai indo o mundo até acaba mesmo, nem que seja de monotonia. Tô vendo umas opções de reveillon aí, mas, se nada rolar, vai indo fico em casa tb. Adorei esse resgate da expressão: vai indo é a cara de Brumado-Caetité tb!!!

Renata Belmonte disse...

Nauta,
Pensava em fazer o mesmo. Mas fui convencida a sair de casa. Pedido de mãe não se nega. Principalmente, quando uma noite pode virar motivo de longa preocupação.
Feliz 2009! Sorrisos no escuro são sempre muito bonitos.
Beijos,
Renata

Chorik disse...

Conta só para nós as simpatias que pretende fazer! Aqui tem um tal de engolir sete uvas, romã, um engasgo sem fim. Mas sozinha nunca estará, isso eu lhe garanto. Tem uma turma de anjos amigos que te rodearão, a ti e a todos que são do bem, quer apostar quanto aeronauta?
Além do mais, você ainda não reparou uma sensação de ligação entre todos os que passam aqui e desejam a você os melhores vôos?
Eu sinto algo muito bom toda vez que entro aqui. Por isso, vai indo ué.
Bj

Anônimo disse...

Você vai ficar sozinha para poder se fazer de vítima, não é mesmo?
Só fica sozinho nesta passagem de ano quem realmente é muito chato!

maria guimarães sampaio disse...

quanto ao ser acima (sobre chato).
Diz coisas feias do tipo acima, quem não coragem de se identificar, quem se esconde como anônimo. E nem vem dizer que Aeronauta é não identificada porque Aeronauta é AERONAUTA. Nossa amiga. Retratada, analisanda e analisada.
Maria Sampaio

maria guimarães sampaio disse...

quanto ao ser acima (sobre chato).
Diz coisas feias do tipo acima, quem não coragem de se identificar, quem se esconde como anônimo. E nem vem dizer que Aeronauta é não identificada porque Aeronauta é AERONAUTA. Nossa amiga. Retratada, analisanda e analisada.
Maria Sampaio

aeronauta disse...

Obrigada, Maria, pelas palavras. Tenho a intuição severa de que sei quem é essa criatura, que vez em quando aparece por aqui me chamando de vítima. Para esse "ser" que não se mostra, um bilhetinho: "Sei quem é você. Não adianta tentar disfarçar com uma ou outra frase, pois eu sei. Conheço seu estilo."