domingo, 19 de abril de 2009

Ontem


Ontem aeronauta saiu da toca. E foi para a Bienal. Na verdade ela foi assistir à amiga Renata Belmonte, no Arena Jovem, discutir, com mais dois escritores, sobre blogues. Lá, aeronauta se sentiu um peixe fora d'água, como era de se esperar. Na toca em que aeronauta mora é tudo em penumbra, enquanto lá naquele lugar tudo era claro como um dia perpétuo. Muitos escritores estavam presentes, inclusive Kátia Borges, para quem a aeronauta acenou com a mais desconcertante timidez. Se algum outro e-amigo estivesse lá, fatalmente iria lhe reconhecer. Era aquela que estava sentada num canto do auditório, com medo das máquinas fotográficas. Assustada, se encolhia, se encolhia, até desaparecer.


Imagem: "A lua de ontem".
(www.flickr.com)

11 comentários:

maria guimarães sampaio disse...

óóóóóó... justo quando maricotinha está na toca, aero sai da dela.
Destá jacaré... um dia a gente sai da toca no mesmo dia.

Bernardo Guimarães disse...

que pena, perdi de rever uma (renata) e de descobrir a outra (aeronauta).

Bernardo Guimarães disse...

que pena. perdi a oportunidade de rever renata e descobrir aeronauta...

maria guimarães sampaio disse...

Aero, garanto que se te reconhecer na platéia do palavreado de Paloma, faço de conta que nem chit.

Renata Belmonte disse...

Pois eu achei vc linda e ótima! Quase desmaiei qundo te vi!(rs)
Bjs

aeronauta disse...

Maria e Bernardo: ontem fiquei olhando, olhando para a platéia, procurando vocês dois...
Renata: você é quem estava linda, minha amiga! Linda e, como sempre, inteligente, amável e generosa. Adorei rever você!

Maria Muadiê disse...

E amanhã, vc vai aparecer?

Katia Borges disse...

Aero tava bonita que só. Prazer enorme vê-la.

Nilson disse...

Que pena que não deu pra ir. Mas estarei lá hoje!

Marcus Gusmão disse...

Renata e Kátia só tirando onda, deixando todo mundo com inveja. Encontrei Maria Muadiê e falamos de você. Fui no stand da LDM mas fulustreco não estava lá. Ia fazer umas perguntinhas a ele.

eu mesmo disse...

Invisível? Encolhida?
Há muitos modos de ser,
De se projetar..
De viver.
Há os que são expansivos,
populares.
Mas nem sempre os mais queridos,
Ou desejados.
Há alguns que chegam de mansinho,
Meio sem jeito e sem querer,
E quando nos damos conta,
Eles já dominaram o nosso coração.
Essa presença é a mais especial:
Pois nos dá alento,
Segurança...
Transmite amor!

Bem-vinda de volta ao nosso convívio.
Beijos.