sexta-feira, 10 de abril de 2009

valsinha


já me aprontei diversas vezes para o baile; já comprei um vestido fino, leve, da cor do vento, repleto de delicadezas; já me arrumei de véspera, contente à espera; já me arrumei inteira: esmalte nas unhas, cabeleira domada, perfume de alfazema; ensaiei as melhores cenas, beijei o mais lírico beijo, toquei fundo na mais fria alma; fiquei serena, fiquei brava, fiquei calma; arrumei completamente a casa, até coloquei uma rosa no vaso sobre a mesa; como a valsa, dos quinze anos, que nunca dancei, já me aprontei diversas vezes para o baile.



Imagem: "valsinha", por fabiana veloso.
(www.flickr.com)

7 comentários:

Bernardo Guimarães disse...

que bonito, este seu texto!...

Marta F. disse...

Menina, isso é pura poesia na horizontal.

guilhermina, (ataulfo) e convidados disse...

vc me comove.
Bj

maria guimarães sampaio disse...

assinando o recado de Bernardo e seu texto também

Mara Vie disse...

Como em muitos setores de sua vida, você é fantástica! Abraços!

Nilson disse...

Muito bom. Leve como uma valsinha!

Anônimo disse...

Oi Aeronauta,

Descobri este blog, me identifiquei, gostei e fiquei!!!
Belo texto!!!