segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Choronauta ou Lamentonauta?

Um anônimo - que eu sei quem é - sugeriu, no post anterior, que meu blogue deveria se chamar Choronauta ou Lamentonauta, e não Aeronauta. Estou pensando no caso. Quem vive no ar tem suas lamentações, seu choro convulsivo. E eu nunca vou deixar de chorar, muito menos de me lamentar. Às vezes, em pleno ar, a gente toma chuva no lombo. Ou um anjozinho traquinas vem e nos dá um beliscão. Ou então, um desses competidores de nuvem quer pegar um pedação pra ele e nos deixar ao relento: aí eu tenho a coragem, sim, de chorar até lascar os cantos da boca. Coragem que não tive para roubar o colo de meu pai. Nisso o senhor anônimo tem razão. Pois que essa coisa de coragem com nuvens é mais fácil de que coragem com gente.

10 comentários:

maria guimarães sampaio disse...

Todo dia vinha procurar nota nova. Cada dia mais encantada com a foto, peço licença para gravar em meu arquivo (não blog). Senti uma vontade danada de responder ao anônimo. Foi bom não responder, nada seria melhor dito nem escrito do que a sua resposta. Valeu!
Beijo de maria

Bernardo Guimarães disse...

quando eu crescer, quero aprender a responder assim. resposta de gente grande.
também choro, também me lamento. graçasadeus.

M. disse...

Conta, conta, conta, conta quem o anônimo.

Marcus Gusmão disse...

Senti falta do seu facão nesta resposta.

Personagem Principal disse...

Nauta, isso, pra mim, é sinal de que seu blog está bombando! Nêgo não "tá se dando" com a maneira linda com a qual vc conquistou tantos leitores. Não dê palco pra essa gente "corajosa", não. Essa gente que não dá a cara a tapa. Que fala o que quer por trás de uma máscara, mas faz xixi nas calças na hora de assinar um comentário. Porreta ser corajoso assim.
Bjs.

Edu O. disse...

Aiiii esses anônimos que não têm coragem de mostrar a cara, devem se lamentar por se esconderem tanto. Coragem é para poucos, como me diz Maria.
No meu blog sempre aparecia um anônimo dizendo besteiras, seria tão melhor um debate aberto, me ajudaria mais.

Um beijo sem lamúrias.

Menina da Ilha disse...

Não dê ouvidos para o anônimo. Já que sabe quem é, você deve saber que a criatura tem motivos de sobra para tanta amargura. Pelo contrário, peça a seu São Longuinho para com sua laterna mágica fazer o anônimo encontrar a sua paz perdida.

Carlos Barbosa disse...

A Maria Sampaio disse bem. Mais uma vez você fez do azedo limão doce limonada. Talento é isso. Abr. (carlos)

Renata Belmonte disse...

Será que é a Flora?(rs)
Boa resposta!
Bjs

Ives Röpke disse...

Sua resposta ao anônimo-cagão (desculpe o mau termo) foi simplesmente sensacional!